Logo Baru Observatório

Reunião na sede da ONU busca acelerar ações da Agenda 2030

Durante a abertura, o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres, afirmou que os ODS não são apenas  uma lista de objetivos, pois carregam esperanças, sonhos e expectativas, do cumprimento global das obrigações, no âmbito da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Um placeholder qualquer

Letícia Jury

20 de setembro de 2023

Compartilhe nas redes sociais

Na terça-feira, 19, iniciou o Debate Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque. Cada Estado-membro dispõe de uma plataforma global para abordar questões de importância internacional. Os líderes mundiais irão discutir sobretudo, como acelerar a implantação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. 

Durante a abertura, o secretário-geral da ONU, Antônio Guterres afirmou que os ODS não são apenas  uma lista de objetivos, pois carregam esperanças, sonhos e expectativas, do cumprimento global das obrigações, no âmbito da Declaração Universal dos Direitos Humanos. 

Segundo ele, a Agenda 2030 é uma promessa, não uma garantia. “Estamos a meio caminho da sua implementação e essa promessa está ameaçada. O progresso está a ser prejudicado pelos impactos conjuntos de desastres climáticos, conflitos, recessão econômica e efeitos persistentes da Covid-19”, destacou.

Neste sentido, o evento de dois dias terá como objetivo fornecer orientações políticas de alto nível, identificar os progressos e os desafios emergentes e mobilizar novas ações para 2030.

Justiça climática, impulsionadores e realizadores

No dia 20 de setembro, os líderes mundiais tentarão transformar palavras em ações durante a Cimeira de Ambição Climática. Este evento será um marco político para enfrentar a crescente crise climática. O evento irá centrar-se em três linhas de aceleração: ambição, credibilidade e implementação.

A grande questão é: Qual é a melhor forma de mover o mundo dos combustíveis fósseis, que geram emissões de gases do efeito estufa, para energias verdes e limpas? Os pontos de ação propostos pelo secretário-geral da ONU citam ações concretas necessárias de líderes governamentais, empresariais e financeiros, desde a sua Agenda de Aceleração da Ação Climática até a um guia para cinco ações críticas que o mundo deve tomar para acelerar a mudança para a energia renovável.

“Agora é hora de ambição e de ação”, disse o chefe da ONU. “Estou ansioso para dar as boas-vindas aos pioneiros e realizadores na minha Cimeira de Ambição Climática. O mundo está a assistir e o planeta não pode esperar.” (Com informações das Nações Unidas).

 

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.