Logo Baru Observatório

Vulcanis propõe que meio ambiente e agro sigam de mãos dadas

A secretária de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Andréa Vulcanis, debateu, nesta quinta-feira (20/07), sobre a importância de aliar o desenvolvimento sustentável ao agronegócio, durante o II Encontro de Agricultura Irrigada do Centro-Oeste, realizado no Centro de Eventos da Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia. “Nossa missão é ser um grande celeiro mundial e não podemos deixar que sejamos contaminados com estratégias equivocadas para o meio ambiente”, disse.

Baru Observatório

21 de julho de 2023

Compartilhe nas redes sociais

Fonte: SEMAD

A titular da Semad manifestou preocupação com um cenário de “vilanização” do agronegócio brasileiro. “Nós não somos os maiores emissores de carbono do mundo, ainda assim querem que paguemos a conta da poluição vinda de outros países”, acrescentou. A secretária afirmou que a proposta em Goiás foi gerir a máquina pública no sentido de buscar resultados efetivos para meio ambiente e desenvolvimento sustentável. “Essa é, inclusive, nossa missão constitucional.”

Vulcanis foi a palestrante final do primeiro painel de discussões, que foi aberto pelo professor da Universidade de São Paulo (USP) e Fundação Getúlio Vargas (FGV), Marcos Fava Neves. O pesquisador discutiu sobre a aplicação de novas tecnologias na agricultura irrigada e o potencial de crescimento no setor. “Vemos muito acontecendo, muitas oportunidades e também muito o que representa preocupação (com meio ambiente)”, disse, em sua apresentação. Para o palestrante, se a sustentabilidade for aliada à produção, o País atingirá seu potencial produtivo sem comprometer o meio ambiente.

Na sequência, o CEO da Atlântica Foods, Vlamir Breternitz tratou sobre o fortalecimento da cadeia de exportação de frutas a partir do desenvolvimento da irrigação. “Precisamos atualizar nossas tecnologias e que o Brasil amplie as perspectivas de acordos internacionais”, ponderou. O executivo citou as perspectivas de fortalecimento da produção em Goiás, como por exemplo o investimento em produzir laranjas para industrialização.

O secretário de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Goiás, Pedro Leonardo Rezende, participou da abertura do evento. Além de destacar o potencial de crescimento do setor, o titular da Seapa destacou a agilidade da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad) no trabalho de licenciamento, que fortalece o agronegócio em Goiás. “A desburocratização da gestão ambiental impulsiona os produtores, que, por sua vez, contribuem para o crescimento de Goiás. Entre as exportações em nosso estado, o agronegócio é responsável por 90% de tudo”, afirmou Rezende.

Ainda assim, o uso das tecnologias pode permitir um crescimento do setor sem a necessidade de maiores desmatamentos no Estado. Desta forma avalia o superintendente do Senar Goiás, Dirceu Borges, que representou o presidente da Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), José Mário Schreiner. “É importante usarmos a inovação, tecnologia, para avançarmos sem desmatar nenhum hectare de terra nativa. Podemos usar a inovação em nosso favor.”

O vice-presidente da Faeg, Eduardo Veras, avalia que eventos como este encontro possibilitam uma aproximação entre produtores e ciência. “Precisamos dessa aliança, para a pesquisa servir de força para o agronegócio”, afirmou. Além disse, Veras destacou a possibilidade de crescimento da agricultura irrigada no País. “Goiás hoje tem 670 mil hectares irrigados, mas necessitamos de ações estruturantes em âmbito nacional.”

Programação
O evento ainda contará com programação nesta sexta-feira (21/07), com mais nove palestras sobre o tema em discussão. Ao todo, serão cinco painéis de apresentações ao longo dos dois dias de evento, cada painel com três palestras previstas. Para o último dia de evento, serão discutidos os tópicos “Irrigação para altas produtividades”, “Viabilidade da irrigação” e “Uso eficiente de irrigação”.

Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável - Governo de Goiás

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.