Logo Baru Observatório

Encontro de Culturas Tradicionais movimenta a Chapada dos Veadeiros neste fim de semana

Tombado como Patrimônio Imaterial de Goiás, encontro chega à 23º edição na Vila de São Jorge, na Chapada dos Veadeiros

O Popular

21 de julho de 2023

Compartilhe nas redes sociais

Ritmos populares, forró pé de serra, manifestações culturais e um movimento que celebra a força da tradição. O Encontro de Culturas Tradicionais da Chapada dos Veadeiros começa nesta sexta-feira (21) na Vila de São Jorge, porta de entrada do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, e segue até o dia 29 de julho.

Realizado pela Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge e da Associação Comunitária da Vila de São Jorge, o projeto mantém diálogo com a manutenção e difusão da cultura popular brasileira. Nesta edição, estão confirmados nomes como o Trio Nordestino, que celebra mais de 60 anos de história, e a cantora argentina Maryta de Humahuaca, que realiza um show especial ao lado do percussionista baiano Gabi Guedes.

Ao longo dos dias de evento, outras atrações também fazem parte da festa, a exemplo de Volmi Batista, Tião Carvalho, Pereira da Viola, Doroty Marques e a Opereta da Turma que Faz, Mestra Penha, Boi do Seu Teodoro e Congo de Cariacica. A ideia é apresentar diversas manifestações populares que fazem parte da tradição de diferentes regiões do País.

“O trabalho une diferentes culturas tradicionais com as quais trabalhamos não apenas durante o evento, mas todos os meses do ano. O resultado é o fortalecimento de manifestações populares que beneficiam diretamente as comunidades de São Jorge e seu entorno”, destaca Juliano George Basso, idealizador e coordenador do Encontro de Culturas e presidente da Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.

Além de shows e atividades artísticas, o evento também promove simpósios e discussões sobre variados temas: Negócios da Cultura e Seus Trabalhadores; Economia da Sociobiodiversidade; Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena; e a Diversidade e Fomento das Culturas Populares. Todas as atividades são gratuitas.

Patrimônio

Em junho, o Encontro de Culturas se tornou Patrimônio Imaterial de Goiás em lei sancionada pelo governador Ronaldo Caiado. Juliano Basso explica que o título é um reconhecimento ao trabalho que o festival realiza há mais de duas décadas na Chapada dos Veadeiros.

“Estamos muito contentes com o título. Para nós, é um reconhecimento de toda a cultura tradicional de Goiás e do Brasil que se encontra no mês de julho no evento. Somos um grande território de encontros de patrimônios imateriais”, argumenta o coordenador. Tradicionalmente realizado na segunda quinzena de julho, o evento em sua totalidade reúne uma gama de comunidades tradicionais para aprendizados, troca de experiências e conversas, além de shows, vivências, feiras e ensinamentos.

O encontro também celebra a história e a cultura do Norte de Goiás e faz ponte com outras manifestações culturais brasileiras. Nesta 23ª edição, o projeto conta com patrocínio do Conselho Nacional do Sesi e incentivo da Funarte, Ministério da Cultura e governo federal.

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.