Logo Baru Observatório

Um em cada quatro alimentos de origem vegetal tem resíduos de agrotóxicos proibidos

G1 Goiás trouxe matéria sobre a análise feita pela Anvisa. Agência analisou 1.772 amostras de 13 alimentos, como amendoim, batata, brócolis e café em pó. Os números do ciclo 2018-2019 também foram divulgados.

G1 Goiás

07 de dezembro de 2023

Compartilhe nas redes sociais

G1

Um em cada quatro alimentos de origem vegetal no Brasil tem resíduos de agrotóxicos proibidos ou acima do permitido, segundo dados de 2022 do Programa de Avaliação de Resíduos de Agrotóxicos (Para), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O relatório, divulgado nesta quarta-feira (6), trouxe os números de 2018, 2019 e 2022 (a coleta foi suspensa em 2020 e 2021 por causa da pandemia).

👉 O Para foi criado em 2001 para verificar a quantidade de elementos químicos em produtos importantes para a dieta do brasileiro, como alface, arroz, beterraba, cenoura, chuchu, laranja, tomate e uva.

🚨 Com base nele, é possível orientar a fiscalização e tomar medidas para proteger o consumidor de algum risco.

As amostras do ciclo 2022 foram coletadas em supermercados de todas as regiões do país, totalizando 79 municípios. Foram analisadas 1.772 amostras de 13 alimentos de origem vegetal: amendoim, batata, brócolis, café em pó, laranja, feijão, farinha de mandioca, maracujá, morango, pimentão, quiabo, repolho e farinha de trigo.

O que diz a Anvisa

Segundo a Anvisa, o risco agudo é o risco de danos à saúde pelo consumo de uma grande porção do alimento contendo resíduo de um determinado agrotóxico em curto espaço de tempo, como uma refeição ou um dia de consumo. A Anvisa também divulgou dados de 2018 e 2019. Nos anos de 2020 e 2021, as atividades de coleta, transporte e análises de amostras foram temporariamente suspensas por causa da pandemia de Covid-19.

No período, foram analisadas 3.296 amostras de 14 alimentos de origem vegetal: abobrinha, aveia, banana, cebola, couve, laranja, maçã, mamão, milho, pepino, pera, soja, trigo e uvas. As amostras foram coletadas em estabelecimentos em 84 municípios.

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.