Logo Baru Observatório

Lista de municípios onde 27 agrotóxicos foram detectados na água tem oito cidades do Sul de Minas

Chamada de "efeito coquetel", a mistura entre substâncias preocupa especialistas.

G1 Goiás

17 de outubro de 2023

Compartilhe nas redes sociais

Oito municípios do Sul de Minas aparecem em uma lista de cidades onde 27 tipos de agrotóxicos foram detectados na água consumida. Chamada de "efeito coquetel", a mistura entre substâncias preocupa especialistas.

📲 Participe da comunidade e receba no WhatsApp as notícias do Sul de MG

As informações são resultado de um cruzamento de dados realizado pela Repórter Brasil a partir de informações do Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Sisagua), do Ministério da Saúde, com testes feitos em 2022.

No Sul de Minas, conforme os dados levantados, as substâncias foram encontradas nos municípios de Jacutinga, Campo Belo, Nepomuceno, Paraguaçu, Paraisópolis, Poços de Caldas, São Lourenço e Três Pontas. Clique aqui para ver a relação completa de cidades.

A maioria dos exames identificou uma concentração dentro do limite considerado seguro pelo Ministério da Saúde para cada tipo de substância isoladamente. Ou seja, a simples presença de cada agrotóxico em uma amostra não necessariamente acarreta problemas para a saúde.

No entanto, a regulação brasileira não leva em conta os riscos da interação entre os diferentes tipos de pesticidas. É justamente a mistura de substâncias o que preocupa especialistas. As detecções ocorreram em amostras de água de diferentes redes de abastecimento dentro dos municípios.

Segundo o governo de Minas Gerais, toda a água distribuída no Sul e Sudoeste de Minas Gerais é garantida por um laboratório regional da Copasa. A unidade atende a 124 municípios e realiza mais de 200 análises diariamente. Ainda conforme o governo, todo o trabalho segue normais internacionais, que garantem qualidade e confiança nos resultados. A Copasa informou que não opera o sistema de abastecimento de água em nenhuma das cidades citadas na lista.

O Ministério da Saúde disse que, ao encontrar valores acima do padrão ou até mesmo a presença constante das substâncias na água de algum sistema ou solução alternativa de abastecimento, sugere-se às vigilâncias locais e estaduais que sejam tomadas medidas com vistas à prevenção de risco à saúde.

"Além disso, a autoridade de saúde pública local deve notificar o respectivo prestador de serviço para que tome as providências cabíveis. Caso os dados demonstrem que o problema ocorra de forma sistemática, é preciso buscar soluções a partir da articulação com os demais setores envolvidos”, disse o Ministério da Saúde, em nota enviada ao g1.

Em 2019, um outro levantamento feito pela Repórter Brasil, Agência Pública e Public Eye com base nos dados do Ministério da Saúde, apontou que em 45 cidades do Sul de Minas, a água que chegava às estações de tratamento estava contaminada por algum tipo de agrotóxico.

Além disso, em sete delas a presença de químicos estava bem acima do permitido.

Entre os municípios citados com a presença de agrotóxicos estavam Elói Mendes, Paraguaçu, Bom Sucesso, Ibituruna, Carvalhos e Andradas.

Veja mais notícias da região no g1 Sul de Minas

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.