Logo Baru Observatório

Desmatamento e queimadas fazem nº de animais mortos em rodovias do AC crescer 94,1% em um ano

Dados da PRF-AC mostram que, entre janeiro e esse domingo (17), 33 animais foram atropelados na BRs-364 e 317, as principais que cortam o Acre. Em 2022, foram 17.

G1 Goiás

21 de dezembro de 2023

Compartilhe nas redes sociais

O número de animais mortos em atropelamentos nas rodovias do Acre cresceu 94,1% em 2023. Dados da Polícia Rodoviária Federal (PRF-AC) mostram que, entre janeiro e esse domingo (17), 33 animais foram atropelados na BRs-364 e 317, as principais que cortam o Acre.

No mesmo período do ano passado, foram 17 mortos em atropelamentos. O levantamento foi divulgado pela PRF-AC nesta segunda-feira (18) a pedido do g1.

O levantamento traz números também da quantidade de animais resgatados nas rodovias. Em 2022, as equipes policiais resgataram 177 animais e este ano o número subiu para 215. Um aumento de quase 22%.

Bois, cavalos e cachorros estão entre os animais mais resgatados. Já a capivara é o animal silvestre mais morto nas estradas.

Cuidados básicos que precisam ser tomados para evitar atropelamentos:

O porta-voz da PRF-AC, Wilse Filho, disse que o desmatamento clandestino, as queimadas irregulares e a caça predatória estão entre os principais fatores que motivam o aparecimento dos animais silvestres nas estradas. Na maioria das vezes, os bichos estão em busca de refúgio e acabam atravessando a pista inesperadamente.

"Quanto aos animais domésticos, a falta de manutenção das cercas em algumas fazendas, é um dos principais motivos de fugas das criações. Foram resgatados vários tipos de animais, como equinos, bovinos e caninos. Dentre os bichos silvestres mortos destacam-se as capivaras", disse.

De janeiro até 19 de dezembro deste ano, o Acre registrou 6.562 focos de queimadas no estado. Feijó, Tarauacá e Rio Branco lideram o ranking de cidades que mais queimaram neste ano. Os meses mais críticos com relação a queimadas foram agosto, setembro e outubro, sendo que em setembro o número de queimadas chegou 3.075.

Quanto ao desmatamento, os dados também são preocupantes. Com mais de 14% do território explorado pela pecuária, o Acre é um dos locais que compreendem o “Arco do Desmatamento”, que se estende, além do estado, entre Pará, Mato Grosso e Rondônia, apontada como região de maior desmatamento na Amazônia Legal, e que teve avanço na conversão de florestas em pasto.

Isto é o que aponta um levantamento do MapBiomas Amazônia, apresentado durante a COP 28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com dados sobre todos os países abrangidos pelo bioma.

Uma das operações feitas pela PRF-AC para conscientizar os motoristas sobre os cuidados com esse tipo de acidente iniciou nesta segunda. A Operação Rodovida segue até 18 de fevereiro, período das férias escolares, festas de fim de ano e o Carnaval, quando ocorre há um aumento de veículos e pessoas circulando nas rodovias.

"A operação tem como foco a conscientização dos condutores a evitarem acidentes. Vamos incrementar também o efetivo nas rodovias com apoio de parceiros, que trabalham com o trânsito no Acre. Vamos ficar em pontos estratégicos com base nas estatísticas e também realizando ações educativas, comandos por meio do cinema rodoviário, que orienta os condutores quanto a prevenção de acidentes com vídeos que demonstram o que um acidente pode causar. O foco é sensibilização e conscientização para uma direção defensiva e segura", concluiu o porta-voz.

 

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.