Logo Baru Observatório

Associação apresenta projeto em evento sobre bioinsumos

Biofertilizantes, compostagem, defensivos naturais, adubação verde foram práticas sustentáveis compartilhadas

DM Anápolis

24 de agosto de 2023

Compartilhe nas redes sociais

Recentemente a Embrapa publicou um artigo com o título ‘Menos insumos sintéticos, mais economia e maior sustentabilidade’. O texto se relacionava aos insumos biológicos, que são realidade no campo, e que consistem em tecnologias sustentáveis para controlar pragas e doenças, para fazer crescer plantas e para fertilizar os solos. Na última semana a Associação dos Produtores Agroecológicos de Anápolis e Região (APROAR), foi convidada a participar do Seminário Pesquisa e Inovação em Bioinsumos, promovido pela Universidade Estadual de Goiás, e falou sobre as experiências práticas realizadas pelos agricultores do município.

De acordo com o engenheiro agrônomo, Álvaro Gonçalo Rodrigues, um dos fundadores da entidade, durante o Seminário foi apresentado o projeto agroecológico, que foi iniciado em Anápolis no ano de 2010, e conta com importante parceiros como EMATER, SEBRAE, EMBRAPA e Prefeitura de Anápolis. “Apresentamos os insumos ou bioinsumos, utilizados na agricultura orgânica, como biofertilizantes, compostagem, defensivos naturais, adubação verde, dentre outros, que promovem a saúde, a sustentabilidade ambiental, a vida dos solos,  fontes de água e não dizimam as abelhas”, cita.

Os insumos biológicos são os produtos ou processos agroindustriais desenvolvidos a partir de enzimas, extratos (de plantas ou de microrganismos), microrganismos, macrorganismos (invertebrados), metabólitos secundários e feromônios, destinados ao controle biológico. Esses insumos são também os ativos voltados à nutrição, os promotores de crescimento de plantas, os mitigadores de estresses bióticos e abióticos e os substitutivos de antibióticos. 

 

SEMINÁRIO

O pesquisador da Embrapa Cerrados e presidente do Comitê Gestor do Portfólio de Bioinsumos da Embrapa, Fábio Bueno dos Reis Junior, ministrou a palestra "A pesquisa com insumos biológicos na Embrapa". Em sua avaliação, os bioinsumos têm se mostrado como excelentes alternativas para uma produção melhor.

No período vespertino, a programação contou ainda com a palestra da coordenadora da Plataforma de Pesquisa e Inovação em Bioinsumos da UEG, professora Taís Ferreira de Almeida, que abordou o tema "Bioinsumos na UEG: perspectivas e desafios". Na sequência, houve uma roda de conversa e o encaminhamento para formação dos Grupos de Trabalho. 

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.