Logo Baru Observatório

15 mil litros de diesel se espalham no meio ambiente após acidente entre caminhões na BR-376, diz PRF

Batida foi em Tibagi, nos Campos Gerais, nesta terça (1º). Equipes do IAT trabalham para contenção do dano ambiental. Segundo PRF, caminhão transportava 30 mil litros de combustível.

G1 Goiás

03 de agosto de 2023

Compartilhe nas redes sociais

O caminhão que derramou combustível na pista após um acidente na BR-376, em Tibagi, nos Campos Gerais, vazou pelo menos 15 mil litros de óleo no meio ambiente. A estimativa é da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo o agente fiscal Juarez Baskoski, do Instituto Água e Terra (IAT), a maior preocupação é a possível contaminação do Rio Tibagi, que fica próximo do local.

O acidente aconteceu nesta terça-feira (1º). O caminhão que derramou o combustível foi atingido na traseira por outro caminhão. O veículo que vazou o diesel estava carregando 30 mil litros do combustível, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Segundo Juarez, um córrego que deságua no rio foi atingido após o acidente. A quantidade exata da contaminação será divulgada posteriormente, quando a vistoria for concluída.

Para tentar evitar mais danos, a equipe deve passar toda a terça trabalhando no local.

O IAT, o Corpo de Bombeiros, a PRF a Defesa Civil e e seguradora terceirizada da empresa transportadora estão fazendo bacias de contenções e barreiras para evitar que o diesel chegue ao rio.

O motorista do caminhão que bateu na traseira do outro ficou ferido e foi encaminhado a um hospital de Ponta Grossa. O outro condutor não se feriu.

Até a publicação desta reportagem, o tráfego estava em meia pista no sentido norte. Segundo a PRF, não há previsão de liberação total da rodovia.

As causas do acidente serão investigadas pela PRF. Os policiais acreditam que um dos fatores que contribuiu para a colisão foi a forte neblina na rodovia.

Leia também:

Veja mais notícias da região em g1 Campos Gerais e Sul.

© 2024 Baru Observatório - Alguns direitos reservados. Desenvolvido por baraus.dev.